quarta-feira, 20 de novembro de 2013

A Árvore - Significados e Instruções para as Cartas de Clow/Sakura


Boa noite, 


Mais uma volta, mais uma viagem! ;)


A Árvore ou A Planta (The Wood)

Antes de começar, quero estabelecer que utilizei a tradução A Árvore porque uma tradução mais literal iria ter um efeito cómico na língua portuguesa. Apesar de a carta ter o nome directo d’A Madeira, na verdade, tendo em conta a sua simbologia é mais razoável chamar-lhe árvore ou planta, se bem que eu prefira árvore.
A Árvore é uma carta gentil, com a capacidade de criar árvores, ramos e lianas (ou melhor, capaz de criar gavinhas e comportar-se como uma planta trepadeira).
Apesar de poder tomar a forma de plantas, A Árvore tem a forma física de um pequeno espírito da floresta, de tom amarelo cor de madeira, como uma ninfa das árvores ou dríade, embora esta mais especificamente apenas associada aos carvalhos, com um cabelo verde folha, entrançado de lianas, e coroada com um diadema de folhas.




De acordo com as instruções que vêm com as cartas de Clow, A Árvore simboliza crescimento e desenvolvimento intelectual.
Esta carta indica um crescimento ou desenvolvimento estáveis. Revela o alcançar da confiança plena nas relações interpessoais e também o enraizar de ligações profundas. Existe um talento que está a desabrochar e que, nos próximos tempos, florescerá e haverá lugar tanto à realização pessoal como a admiração por parte dos que nos são próximos.
Contudo, A Árvore adverte que momentos como este têm o potencial para nos fazer esquecer os nossos objectivos originais, se nos deixarmos levar pelas emoções e pelo momento, aquilo que plantámos com tanto cuidado poderá murchar antes mesmo de florescer.

Dentro de um baralho de jogo normal, esta carta é substituída pelo Rei de Ouros (atenção: no tarot o naipe Ouros não é em forma de losango, mas sim de moeda e toma o nome de pentáculo).

Além da organização correspondente ao baralho de jogo comum, as cartas de Clow/Sakura têm uma organização interna sujeita a 6 elementos tipo que formam o grupo principal: A luz (The Light), A Escuridão/As Trevas (The Dark), O Fogo (The Firey), A Água (The Watery), O Ar (The Windy) e A Terra (The Earthy) – Nota: a tradução para português foi deliberadamente feita para os tipos elementais da espiritualidade ocidental, porque uma tradução mais literal resultaria em cartas com nomes caricatos.

A carta A Árvore encontra-se atribuída ao elemento A Água, muito embora não exista qualquer confirmação oficial sobre essa atribuição. Na verdade, esta ligação assenta no facto de A Árvore ser uma carta que reage muito rapidamente à carta d’A Água e por ter ficado estabelecido que se encontra sob a protecção e controlo do guardião Yue (associado à Lua). Aliás, sendo este o guardião da magia oriental, seria natural que a carta A Árvore alinha-se pela simbologia dessa corrente mágica, pelo que sempre seria associada à água (ligação oriental) em vez de associada à terra (ligação mais ocidental). Por outro lado, as árvores necessitam de água para viver e têm em si um elemento líquido, a seiva, cuja circulação também é influenciada pela Lua, como as marés.
Do pondo de vista simbólico, a árvore é um símbolo da vida sem consciência, a vida inconsciência do homem. A alma vegetal. As árvores constituem o processo da vida puro e simples, que passa pelo crescimento e pela morte. À escala da evolução, a árvore é intermediária entre a matéria inanimada – a terra (é por causa desta vertente da simbologia ocidental que não se tem a certeza oficial sobre a qual elemento das carta de clow/sakura está a árvore atribuída, contudo, tendo em conta que o significado divinatório que essa carta tem se aproxima mais da imagética oriental, é mais apropriado atribuí-la ao elemento água) – e a mente consciente e constitui símbolo da força intermediária e sempre presente que estabelece a ligação entre estes três reinos – o inanimado, o animado emocional (primitivo) e o animado intelectual (consciente e lógico). É a esta ligação e ao caminho que vai desde o elemento mais básico ao mais sublime que se atribui a evolução do self, sendo o crescimento dos ramos a sua manifestação mais visível. Aliás, à carta A Árvore poderá com mais propriedade aplicar-se a simbologia dos ramos, cuja rica variedade de vida e grande abundância de provisões significam crescimento a nível intelectual e espiritual, sendo os pássaros as manifestações dessa evolução, na forma de pensamentos e ideias.



Fontes: Cardcaptor Sakura Wiki; tradução das instruções do baralho de Clow; Dicionário dos Símbolos, de Tom Chetwynd.


Sem comentários: